CLICK HERE FOR THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

O Ex-Pinto

Os homens adoram falar que nós, mulheres somos inconstantes e confusas. Que somos histéricas e grudentas e que muitas vezes não temos um pingo de “semancol”. Falam como se eles fossem muito diferentes, não é?
Andei estudando um espécime de pertinho, tipinho muito conhecido de todas nós-O cafageste- e pude constatar que ele passa por mais fases do que lua(e depois vem falar que nós é quem somos estranhas...). O espécime em questão é o ex-pinto (ex-namorado, ex-o-que-quer-que-seja).
Então vamos listar as fases pelo qual o moçoilo passou nos últimos muitos meses:

Fase 1: A da conquista.
Existem algumas características básicas do homem na Fase 1. Ele faz de tudo pra parecer exatamente o que nós queremos que ele seja, traduzindo: o homem é simpático, cheirosinho e bem vestido, paga a conta, é bem humorado, fofo, limpinho, carinhoso, atencioso (e muitos outros osos que eu poderia passar o dia listando aqui). E exatamente por isso passou o ex-pinto quando nos conhecemos.Eu posso até não ser assim uma lady, mas eu sigo o guia básico de etiqueta, em especial o "Nunca darás mole de primeira". Fiz meu docinho báááásico, e aí sim o homi seguiu a risca o que eu descrevi acima. Mãã, quando eu finalmente cedi o que é que aconteceu?
A Fase 2: A do objetivo alcançado.
Essa fase é aquela que começa depois de uns 2 meses de namoro, quando o mancebo já notou que você está caídassa de paixão e que não pretende terminar o relacionamento assim tão logo. Aqui a coisa pode variar bastante de homem pra homem. No caso dele começou a rolar aqueeela desatenção básica, meio como se você tivesse raspado a cabeça careca e ele sequer notasse.
A mulherada aqui costuma ficar chateada, mas releva e acha uma justificativa, como o stress no serviço e etc.
É então que vem...
A Fase 3: A do lanchinho certo.
Nessa altura do campeonato você, eu, nós já nos tornamos o lanchinho certo no meio da semana ou da noite. Meio que sexo garantido quando o futebol ou o barzinho com os amigos (sim, com os amigos, porque o príncipe encantado não pode nos convidar nunca pra uma chopada néam...) miaram.
O mais marcante na Fase 3 é a variação de comportamento, que oscila entre o total descaso e a maior paixão do mundo. Nem preciso dizer que a paixão só rola na hora do "treino intensivo de reprodução humana". Quando já estamos fulas da vida e nos sentindo um pedaço de pizza na geladeira, vem a tal da
A Fase 4: A do tudo morro abaixo.
A gente já nem lembra mais o porque ainda namora, sente uma falta do caralho de sair cas amiga pra baladjenha, sexo bom é coisa que parece ter sumido do cardápio e o bofe só da bola fora.
Aqui ele age da mesma forma que na Fase 3, mas com maior intensidade, e sempre que rola uma DR já trata de dizer que nós somos muito ciumentas e todo o blablabla que sabemos de cór. É entre a 3 e a 4 que rolam os pula cercas da vida.
Essa situação se arrasta até que finalmente nos enchemos e terminamos o relacionamento.

A fase 5: A do "Foi melhor assim".
Aqui ele da uma de maduro e decidido, diz que foi melhor assim, que nós somos e sempre seremos únicos na vida um do outro, mas que nunca íamos dar certo, que ele conheceu a pessoa certa na época errada, que quer continuar com a amizade, etcetcetc blablabla wiskas sachê...
No meu caso foi até um alívio saber que ele estava tão tranqüilo, já que eu não tenho saco nenhum pra manter contato com ex e bibibi. Mas a coisa não é tão fácil assim.
A fase 6: A das saudades sem fim.
É. Terminou o namoro, cada um pro seu lado, umas semanas de pegação, eu sou machçao, e ele finalmente te manda um e-mail ou uma sms dizendo que está com saudade e que quer almoçar.
A partir daqui a situação pode tomar 2 rumos: A mulher cede e encontra o tal, e ambos passarão uma década entre recaídas e discussões; ou a mulher ignora e ele passa direto pra fase 7.
A fase 7: A da insistência.
Inconformado que o charme irresistível dele não agiu sobre você, o bofe vai começar gradativamente a te mandar e-mails, mensagens, e ligar em horas bem inconvenientes, tipo sexta/sábado a noite- Empata foda é a mãe.
2 rumos, igual na Fase anterior.
Caso você ignore, ature...
A Fase 8: A do desespero incontrolável.
Ele te ama, não vive sem você, está sofrendo horrores (óbvio que só nos 5 minutos em que fica sozinho sem alguma piranaha pendurada no pescoço) e agora ele encara um encontro como questão de honra.
Ou você muda de telefone-e-mail-endereço ou vai ter que lidar com um ser te pentelhando ad eternun.
Eu cedi.
Não aguetei mais tanta pentelhice e marquei um almoço.
Mas esse almoço é conto só pra um outro post...

17 comentários:

Robson Araújo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Robson Araújo disse...

demagogia , mas gostei,,,,rs
funchado seu blog no fim vi que tens varios causos muitos bons..

Ice disse...

ADOROOOOOO
hahha
:D

Marina disse...

HSUAHSUASHUASHUAS senti falta de rir com as suas histórias.

Make me Purr, Baby! disse...

ADOREI! SAUHSAUSHAUHSAUHSAUHSAHSUA

Adicionei a minha listinhas de blogs!
Beijos!

Por L. Joker

Dan disse...

AUIhAuihAuiahiuAHiauh

olha, como homem eu deveria lutar contra o post mas... você vendeu bem o peixe... heheheh

parabéns.

Emilie disse...

To na fase 6 já há 2 anos 0o

Eu disse...

Será q a Dora voltou com o ex-pinto para não postar mais a tanto tempo??

•SunSamadhi• disse...

CAde você meldels!
Deixou seus leitores na rua da amargura!
Agore eu tb tenho blog, vou te colocar nos meus links
Atualizaaaaaaaaaa
Bjs Ju

Milk & Shake disse...

Ahh, posta logo Doraaa!
to com saudades das suas histórias ja! auhsuaeahushu

Sarah disse...

voooooooooooooooooooooooooooolta! :(

Murilo Hernandes disse...

Tem horas que eu me sinto como esse infeliz aí... aeaeoihaeihiaeuea

Anna García disse...

Dora nunca mais deu as caras D: /crycry

Angélica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia disse...

postaaaaaaaaa

M. Rosa &Ly. Sá disse...

Amei o blog muito showw!!Parabens !!
Mrosa
www.agorasopramaiores.blogspot.com

Gabriela Coutinho disse...

Meu, você adivinhou 98% dos meus relacionamentos agora, por isso arrumei minhas malas pra Ilha de Lesbo, não só por isso mas por uma curiosidade que não me abandona...